PT EN FR ES

Preparado para a época festiva?

Aproxima-se uma época muito especial, mas também associada a alguns excessos.

A quadra natalícia é festejada nos dias 24 e 25 de dezembro, no entanto, se juntarmos os almoços e jantares de Natal com amigos e colegas e a passagem de ano, estamos a falar de um mês praticamente inteiro a festejar… à mesa! Desta forma, dezembro é aquele típico mês “perdido por cem, perdido por mil”, traduzindo-se em alguns quilos a mais na balança (em média aumentamos cerca de 2 kg nesta altura) e por vezes em sintomas menos agradáveis a nível gastrointestinal. Porém, é de realçar que apesar de a ingestão excessiva de alimentos não ser benéfica, é importante seguirmos a regra “nem 8 nem 80”. O que queremos dizer com isto? É essencial, para a nossa saúde mental e não só, que não nos privemos daquilo que realmente gostamos e que nos traz prazer e conforto, principalmente os alimentos/pratos típicos exclusivos desta altura do ano. Posto isto, seguem-se algumas estratégias que podemos adotar para controlar os eventuais danos de tanta celebração e, assim, aliar saúde com o prazer à mesa: Aproxima-se uma época muito especial, mas também associada a alguns excessos. A quadra natalícia é festejada nos dias 24 e 25 de dezembro, no entanto, se juntarmos os almoços e jantares de Natal com amigos e colegas e a passagem de ano, estamos a falar de um mês praticamente inteiro a festejar… à mesa! Desta forma, dezembro é aquele típico mês “perdido por cem, perdido por mil”, traduzindo-se em alguns quilos a mais na balança (em média aumentamos cerca de 2 kg nesta altura) e por vezes em sintomas menos agradáveis a nível gastrointestinal. Porém, é de realçar que apesar de a ingestão excessiva de alimentos não ser benéfica, é importante seguirmos a regra “nem 8 nem 80”. O que queremos dizer com isto? É essencial, para a nossa saúde mental e não só, que não nos privemos daquilo que realmente gostamos e que nos traz prazer e conforto, principalmente os alimentos/pratos típicos exclusivos desta altura do ano.

Posto isto, seguem-se algumas estratégias que podemos adotar para controlar os eventuais danos de tanta celebração e, assim, aliar saúde com o prazer à mesa:

• Para começar, não cometa o erro de principiante – restringir demasiado a alimentação durante o dia da consoada para ter fome “extra” para a ceia e comer até ficar enfartado;

• Nos dias antes das festividades coma e hidrate-se adequadamente (35 mL de água por kg de peso. Exemplo: uma pessoa que pesa 70 kg deverá ingerir cerca de 2,5 L de água ao longo do dia, incluindo cafés, leite, chá, sopa, fruta) e garanta um bom aporte de fibra, incluindo sopa, fruta, hortícolas e sementes na sua alimentação;

• Se for receber pessoas em sua casa é importante confecionar apenas para o número de pessoas que vai realmente receber e não para esse número multiplicado por 3! Tudo para evitar exageros e desperdício alimentar;

• Na confeção de alguns pratos típicos, é importante ter alguns cuidados:o Nos pratos de bacalhau, é essencial uma boa demolha e moderar a quantidade de azeite adicionado;o Nos pratos de peru, retirar a pele e gordura visível contribui para uma redução substancial de gordura saturada consumida;

• Alguns suplementos alimentares poderão ser grandes aliados para quem está mais atento à ameaça dos quilos a mais ou para quem já está a prever alguns desconfortos gastrointestinais:o O Calory Blocker da Bioforma é um suplemento natural à base de quitosano, faseolamina e crómio, tendo como objetivo reduzir em parte a absorção das gorduras e hidratos de carbono da refeição, contribuindo assim para uma menor ingestão de calorias, para a manutenção de níveis normais de colesterol e açúcar no sangue – basta tomar 2 cápsulas meia hora antes da refeição; À base de cardo mariano, fumária, alcachofra, boldo, pau d’arco e reforçado com colina, o Cynavit® Hepatic Formula (Bioforma) é recomendado em casos de indigestão e perturbações hepatobiliares, excelente para prevenir e auxiliar com alguns desconfortos, sendo recomendada a toma de 1 ampola antes ou após a refeição;

• Se possível, inicie as refeições natalícias com uma sopa de hortícolas sem batata. É hidratante, nutritiva, saciante e fornece muito menos calorias que as restantes entradas que estão em cima da mesa. Outra forma de controlar o apetite é garantir que tem hortícolas no prato – as típicas couves ou grelos por exemplo;

• Dispor de pão fresco de qualidade, principalmente integral, de mistura ou de cereais pode ser mais sensato do que dispor de bolachas e salgados. O pão possui menos calorias, gordura e sal;

• Mastigue bem e coma devagar, saboreando bem cada garfada! O cérebro demora cerca de 20 minutos até ter a perceção que o estômago está cheio. Se comer demasiado rápido, torna-se muito fácil comer em demasia;

• Comece por comer o que mais aprecia e que só come nesta altura do ano. Assim, atinge a saciedade fisiológica e emocional mais rapidamente – esteja atento aos sinais que o seu corpo lhe vai dando e respeite-os;

• Se optar por bebidas alcoólicas, deve fazê-lo com moderação e a acompanhar a refeição. No entanto, não descure da água pois o álcool desidrata. Enfeitar a mesa com jarros de água bonitos é uma boa estratégia. Para quem não gosta de água simples – adicionar sumo de lima ou limão, um pau de canela e folhas de hortelã ou até mesmo saquetas de infusão a frio com sabores mais consensuais (ex.: frutos vermelhos);

• No que toca aos frutos oleaginosos, conhecidos por “frutos secos” (nozes, amêndoas, etc.), pode ser relevante optar por frutos sem sal e ao natural ou torrados (e não fritos) e o seu consumo deverá ser moderado pois são fontes de gordura sendo, desta forma, bastante calóricos;

• Porque não investir numa grande e colorida salada de frutas? Pode enfeitar com romã e hortelã para dar um toque natalício e é uma excelente “entrada” para as sobremesas, sendo rica em fibra e água pode saciar a gula por doces, reduzindo-se na quantidade das sobremesas natalícias. Pode surpreender-se com a quantidade de convidados que se podem “atirar” a ela!

• Não fiquem o tempo todo à mesa – reúna toda a gente e vão dar um belo “passeio da digestão”;

• De modo a evitar muitos restos e ter de ficar a comê-los durante dias após a festividade pode congelar ou distribuir pelos seus convidados – longe da vista, longe do coração e do estômago!

Se mesmo depois destas estratégias todas acabou por comer demais e precisa de uma ajuda extra, o Floraform® Flat da Bioforma é um suplemento alimentar à base de um conjunto de plantas que visam melhorar casos de enfartamento, indigestão, distensão abdominal, flatulência e obstipação – sintomas clássicos após excessos alimentares; basta diluir 1 saqueta em um copo de água e beber após a refeição.Com muito equilíbrio, saúde e bem-estar… desejamos-lhe umas Boas Festas!


Autoria: Drª Alexandra Aniscenco - Nutricionista Bioforma
Cédula profissional: 4969N

Partilhar:   Facebook   Twitter   Pinterest      Enviar por e-mail:  Enviar por E-mail

Apoio ao cliente: +351 291 640 504 | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
(dias úteis das 8h30 às 13h e das 14h às 17h30)

Siga-nos em

POLÍTICA DE PRIVACIDADE  |  TERMOS E CONDIÇÕES  |  CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA  |  ©Topfarma, Lda. 2022. todos os direitos reservados.

  • A minha Conta
  • shopping cart
  • Voltar ao topo

Apoio ao Cliente
Disponível dias úteis das 08:30 às 17:30
Apoio ao Cliente
Olá,
bem-vindo à Bioforma, precisa de ajuda na sua compra online?
Iniciar o chat
Precisa de ajuda?
My Wishlist (0)